360 - COMPANHEIRO


De teu cuidado terno
Me cerca, ó Salvador;
Porque se Tu ao longe estás
Eu fico sem vigor!
Ao pé de Ti desejo,
Meu Deus, meu Pai, viver,
E Tua forte mão sentir
A minha mão suster.

Tu és o meu amparo,
Meu Guia e Protetor;
A graça, a paz, reside em Ti,
Em Ti reside o amor.
No auge da ventura
Ou das tribulações,
Teu santo nome bendirei,
Ó luz dos corações!

Sem Ti, Jesus benigno,
De que me serve andar
Num chão florido, ou sobre mim
O belo sol brilhar?
Sem Ti é sempre noite,
Senhor, é afrontar,
Em frágil nau, ou num batel,
Encapelado mar.

Só Tu da morte as sombras
Poder tens de afastar,
E as portas da mansão feliz
Abrir de par em par.
A Ti, naquele dia,
No dia sem igual,
Com os remidos cantarei
O hino triunfal.