273 - SALVADOR BENIGNO



Salvador benigno, atende,
Pois me queres bem!
Vais abençoando a outros,
Salva-me também.

A teus pés estou prostrado,
Sim, em contrição;
Peço-te que me consoles
Este coração.

Já confio no teu sangue,
Busco teu favor;
Que minha alma atribulada
Goze teu amor.

És a fonte de conforto,
De onde a vida vem;
Dá-me alívio mesmo agora,
E perdão também.

Cristo! Cristo!
Que me queres bem!
Vais abençoando a outros,
Salva-me também.