264 - DAS TREVAS



Envolvido em densas trevas,
Almejava a luz do céu,
Bem sentindo meus pecados,
Minha condição de réu.

Ó meu Mestre poderoso,
Forte e terno Salvador,
Rompe os laços que arruínam
Minha vida, ó meu Senhor!

Meus talentos tenho gasto,
Tuas leis eu desprezei;
Mas se tu comigo fores,
Teu prazer eu cumprirei.

Nos teus braços, bem seguro,
Guarda-me, meu bom Jesus,
Na verdade justa e santa
Que me leva ao céu de luz.