121 - ECOS DE LOUVOR



Aquele que, de amor por nós,
À morte se entregou
E, pela mão tomando-nos,
Do mal nos libertou;
Que nos levou de novo a Deus,
O Deus de todo o amor,
A Cristo soem, pelos céus,
Os ecos de louvor.

Louvado seja quem nos quis
De Deus aproximar,
E em reino e sacerdotes seus
Com sangue consagrar.
Louvado seja quem o dom
Do Espírito nos deu;
Louvado seja, pois que abriu
A entrada para o céu.

Aos teus ouvidos, santo Pai,
Eleve-se o louvor,
Que destes fracos lábios sai,
A Cristo, Salvador,
Pois muito nos apraz saber
Que a Ti, no santo lar,
Louvor a Cristo agrada ouvir
Na terra celebrar.