114 - A VINDA DO SENHOR


Como foi para o céu, Jesus Cristo há de vir
Quando o som da trombeta ecoar;
Quando a voz do arcanjo no céu estrugir,
Eu irei com Jesus me encotrar.

[coro]
Oh, que dia faustoso esse dia há de ser
Quando o som da trombeta ecoar;
Quando Cristo, nas nuvens, tiver de descer,
Para, assim, entre nós habitar!


Nesse dia de glória meu corpo mortal
Semelhante ao de Cristo há de ser;
E já livre da morte, e já livre do mal,
O milênio de Cristo hei de ver.

Eu aqui, pela cruz, para o mundo morri,
Muita dor inda aqui sofrerei;
Minha vida com Cristo em meu Deus escondi,
E com Cristo eu aqui reinarei.

Vem, Jesus, ó Senhor, vem depressa reinar,
Vem a paz e a justiça trazer;
Criação, povo teu, tudo almeja o raiar
Desse dia de glória e poder.

Este império do mal, vem, Senhor, destruir,
Vem, Esposo celeste, reinar!
Vem, ó Sol da Justiça, no mundo luzir;
Ó meu Rei, vem meu pranto estancar!